segunda-feira, 16 de abril de 2012

Posso parecer, por vezes, criança. Mas no que toca a estas brincadeiras jogo como um homem. Um homem que faz escolhas com a cabeça a olhar para a frente de mãos dadas com o coração.

Enviar um comentário