quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

"Voadores" da actualidade

Do meu teste de Língua Portuguesa, saiu uma boa nota e isto:

  "Voar mais alto!" é o lema de todas as criaturas que se auto-identificam como inteligentes. Dou o exemplo de qualquer homem. Tão armado de luxo desde que sai do ventre da mãe, que é impossível desabituar-se à deslumbrante miséria em que os mendigos vivem. Querem sempre mais: mais roupas caras, mais mulheres bonitas, mais dinheiro no bolso, mais felicidade. Perdão! Mais felicidade não! Mais amostras disso... Isso só se consegue quando se perde: quando se perde um avô, e uma prima, e um pai, e uma irmã, quando se perdem os filhos que saem de casa porque querem armar-se com ainda mais falsos luxos, e quando até a esposa perdem. Nessa altura é impossível ser-se feliz. É impossível ser-se feliz porque se desce à terra, perde-se a vaidade e ganha-se a generosidade. Dá-se então valor à vida. Mas adivinha, já é tarde demais!
Enviar um comentário