domingo, 27 de março de 2011

Um pouco do mesmo

  O Amor não é para as máscaras. O amor é para os animais, os fortes irracionais que não se questionam pelo porquê.  Preferem o amor à vida, mas vivem no amor. Sabem amar. E amam. São Natureza, são Amor, são Vida mesmo sem viver... Porque o amor é uma coisa, e a vida outra. Já o disse várias vezes. Não se pode confundir amor e vida. Porque o amor vive-se, e a vida tem-se. O amor não é para todos, e a vida é. O amor é algo que as máscaras nunca conhecerão, e a vida, é uma mascara para o amor. Pensa-se que se ama por se viver, mas vive-se porque se ama. E só a natureza sabe isso, nós, mascaras, temos de nos integrar, e não integra-la em nós. Porque Ela, essa Natureza inconstante, nunca purá uma mascara...
Enviar um comentário